+8 Tipos de Orquídeas【2022】– Principais Espécies e Nomes

As orquídeas são plantas ornamentais que encantam pela beleza única de suas flores, que podem trazer cores e perfumes variados. E em meio a uma ampla gama de estilos e tipos de orquídeas, você é capaz de reconhecer o gênero ou espécie para dar os cuidados adequados a sua planta?

Se você quer conhecer melhor o universo das orquídeas, saber identificar os tipos e gêneros, no post trouxemos todas as informações que você precisa para reconhecer as variedades dessa planta e saber os cuidados adequados para cada tipo.

tipos de orquídeas

Espécies, nomes e tipos de orquídeas

Phalaenopsis

As orquídeas do gênero Phalaenopsis são as mais populares do Brasil e são nativas da Ásia, em países como Filipinas, China e Índia.

As orquídeas do gênero Phalaenopsis são conhecidas popularmente como orquídea borboleta devido ao formato de suas flores que lembram borboletas de asas abertas.

orquídeas do tipo phalaenopsis
As Phalaenopsis são conhecidas como orquídeas borboletas

Esse gênero se adapta bem a temperaturas entre 13° e 35 °C. O cultivo deve ser feito em local de boa iluminação, mas evitando a incidência de luz direta. Já as regas devem ser regulares, mas sem encharcar o solo para evitar o apodrecimento das raízes.

O gênero Phalaenopsis é composto de ao menos 75 espécies catalogadas, e as mais conhecidas são espécies como amabilis, schilleriana, violácea e equestris.

  • Phalaenopsis amabilis: Essa espécie de porte médio pode chegar a até 50 cm de altura e é bastante comum no Brasil. Entre as características da planta estão as folhas com coloração verde oliva e a floração branca, que costuma acontecer durante o verão e com flores que ficam abertas por até 60 dias. Entre os cuidados com essa espécie, a rega deve ser feita frequentemente e durante o verão pode acontecer de 3 a 4 vezes na semana.
orquídea phalaenopsis branca
A espécie traz tipos de orquídeas com flores brancas e lindas!
orquídea phalaenopsis amabilis
A floração branca é bastante elegante
  • Phalaenopsis schilleriana: Nativa das Filipinas, a espécie Phalaenopsis schilleriana tem porte médio e pode chegar a 50 cm de altura. A planta de folhas verde escuro apresenta flores rosas ou em tons de roxo e bastante perfumadas. A floração acontece durante a primavera e verão e pode durar até 4 semanas.
orquídea phalaenopsis rosa
A espécie traz flores perfumadas
orquídea da espécie Phalaenopsis schilleriana
A flor delicada se destaca
  • Phalaenopsis violácea: Entre os tipos de orquídeas, essa espécie é originária da Sumatra, e se adapta bem em árvores, mas também pode ser mantida em vasos. As suas flores em tons de violeta trazem características como pétalas pontudas e perfume intenso. Além das tonalidades de roxo, as flores também podem apresentar várias ações em branco e azul. A espécie tem folhas verdes e largas e pode atingir até 35 cm de altura.
orquídea phalaenopsis de espécie roxa
As pétalas pontudas caracterizam a espécie
orquídea Phalaenopsis violácea
A floração roxa caracteriza a espécie
  • Phalaenopsis equestris: Bem comum nas Filipinas e em Taiwan, essa espécie de pequeno porte pode chegar a até 30 cm de altura e suas flores são proporcionais ao seu tamanho pequeno, medindo entre 1,5 e 3 cm de diâmetro. A floração costuma ocorrer na primavera e no outono com pequenas flores em tons de roxo e detalhes em branco. Para o cultivo, o ideal é que as regas sejam mais frequentes durante o verão, período em que as temperaturas costumam estar mais elevadas.
orquídea phalaenopsis equestris
A espécie é caracterizada por flores pequenas

orquídea delicada do gênero phalaenopsis

Cattleya

Entre os tipos de orquídeas, a Cattleya é um gênero bastante popular no Brasil, e é nativa do continente americano, sendo facilmente encontrada no México e na América do Sul.

A planta do tipo epífita se desenvolve bem em troncos e galhos de árvores e traz flores grandes e perfumadas.

A floração acontece uma vez por ano e as flores podem durar de 10 a 30 dias.

orquídea cattleya
A Cattleya é um gênero bastante cultivado no Brasil

O cultivo do gênero Cattleya pede local com temperaturas mais elevadas, que podem chegar até 35 °C , além de espaço com boa luminosidade, mas sem incidência direta de sol.

As espécies mais conhecidas e cultivadas do gênero Cattleya são:

  • Cattleya intermedia: A espécie é uma das mais populares do Brasil, isso acontece, pois, a planta é nativa daqui, sendo bastante predominante no litoral do Rio Grande do Sul e se estendendo até o Rio de Janeiro. A espécie de porte médio pode atingir de 30 a 50 cm de altura e traz flores perfumadas em tons como roxo, branco e azul. Para o cultivo, é ideal que a planta fique protegida de sol direto e que as regas sejam frequentes.
orquídea cattleya lilás
As flores em tons de lilás são delicadas
orquídea do gênero Cattleya intermedia
A espécie é nativa do Brasil
  • Cattleya labiata: Outra espécie nativa do Brasil, a Cattleya labiata é conhecida como rainha do nordeste ou do sertão, e tem como característica o florescimento durante o verão e o outono. As flores perfumadas e grandes podem atingir até 25 cm de diâmetro e costumam aparecer em tons como roxo, lilás e azul.
orquídea cattleya labiata
As flores grandes marcam a espécie
orquídea do gênero cattleya
A floração em tom de roxo é linda!
  • Cattleya purpurata: Mais uma espécie tipicamente brasileira, a cattleya purpurata é encontrada na região sul e sudeste do país e tem flores grandes que podem atingir até 13 cm de diâmetro, misturando tons como branco e púrpura. A floração acontece durante o verão e as flores podem durar até 15 dias. Para o cultivo, as regras devem ser menos frequentes durante o inverno.
orquídea cattleya branca e roxa
A mitura de branco e púrpura caracteriza as flores dessa espécie
orquídea cattleya purpurata
A espécie brasileira é delicada e grande
  • Cattleya luteola: Essa espécie não tem cultivo muito simples, e se adapta bem a temperaturas entre 18°e 25°C, tendo preferência por climas mais amenos. A planta de pequeno porte pode atingir até 10 cm de altura e costuma ser encontrada na floresta amazônica, e tem como característica flores amarelas de pétalas finas e delicadas.
orquídea cattleya amarela
A espécie tem pétalas finas
orquídea cattleya luteola
O tom de amarelo caracteriza a pequena flor

Paphiopedilum

Entre os tipos de orquídeas, o gênero Paphiopedilum é conhecido popularmente como orquídea sapatinho, uma vez que o labelo da flor lembra um sapatinho.

orquídea Paphiopedilum sapatinho
O gênero é conhecido popularmente como orquídea sapatinho

Esse gênero nativo da Ásia é bastante cultivado no Brasil e resiste a variações de temperatura.

Uma das características do gênero é não armazenar água, por isso essa planta pede regas regulares, mas sem encharcar o solo.

A floração pode demorar de 3 a 4 anos para acontecer, e depois desse período as flores aparecem anualmente e podem durar de 6 a 8 semanas.

Entre as espécies mais conhecidas e cultivadas de orquídea sapatinho estão:

  • Paphiopedilum leeanum: A espécie é um híbrido natural criada no Himalaia e bastante popular no Brasil, sendo a mais cultivada entre os tipos de orquídeas sapatinhos no país. A floração dessa espécie acontece no inverno e traz flores não perfumadas e com até 10 cm.
orquídea sapatinho leeanum
A espécie é bastante cultivada no Brasil

tipo de orquídea sapatinho

  • Paphiopedilum appletonianum: Bastante popular em países como China, Tailândia e Vietnã, a espécie também costuma ser cultivada no Brasil e traz flores sem perfume e com pétalas em com de rosa com detalhes em verde. As flores podem atingir até 10 cm e o desenvolvimento máximo da planta chega a 25 cm de altura.
tipo de orquídea sapatinho
A espécie traz coloração que mistura rosa e verde

orquídea sapatinho espécie appletonianum

  • Paphiopedilum bellatulum: A espécie de pequeno porte tem flores com aproximadamente 5 cm e pétalas em tom de amarelo claro com pintinhas roxas. A espécie gosta de bastante água, mas é preciso cuidar da regra para não encharcar o solo.
orquídea sapatinho com pintinhas
As pintinhas caracterizam a espécie
orquídea sapatinho bellatulum
As pétalas são em tom de amarelo bem clarinho
  • Paphiopedilum insigne:A espécie é uma das mais conhecidas entre os tipos de orquídeas Paphiopedolum, e é comum em regiões da China e da Índia, mas se adapta bem a diversas regiões do mundo, como é o caso do Brasil. A planta gosta de locais frios e deve ser protegida de ventos. As flores apresentam até 10 cm de diâmetro e trazem como características pétalas em tons terrosos, como marrom, e com detalhes em branco e verde.
orquídea sapatinho marrom e verde
A flor mistura tons de marrom, verde e branco
orquídea sapatinho insigne
O labelo marrom lembra um sapatinho no centro da flor

Cymbidium

O gênero Cymbidium é bastante popular no Brasil e costuma ser usado em arranjos com flores ornamentais.

orquídeas do gênero Cymbidium
O gênero Cymbidium traz flores bastante ornamentais

O gênero se adapta bem a climas amenos e frios, e pode não resistir a temperaturas quentes, por isso o cultivo deve ser feito em regiões de clima mais frio.

A planta deve ser mantida em local iluminado, mas sem a incidência direta de luz solar.

A floração pode acontecer no período entre setembro e janeiro e traz flores pendentes ou em hastes como cascatas. As espécies mais conhecidas do gênero Cymbidium são:

  • Cymbidium canaliculatum: A espécie nativa da Austrália tem flores pequenas e de até 4 cm de diâmetro, que costumam ser bastante perfumadas e com cores variadas. Uma das versões mais conhecidas de flores dessa espécie é uma versão com pétalas verdes e detalhes em marrom, tendo labelo branco com pontinhos vermelhos.
orquídea Cymbidium canaliculatum
A espécie tem flores pequenas

orquídea pequena e escura

  • Cymbidium devonianum: Essa espécie é uma versão mais rara no Brasil e costuma ser bastante cultivada no Nepal, Tailândia e Índia. A floração acontece no período entre o outono e o inverno e traz pequenas flores que duram de 15 a 30 dias.
orquídea com flores pequenas e pendentes
As pequenas flores aparecem em lindos ramos
orquídea da espécie Cymbidium devonianum
A espécie Cymbidium devonianum traz flores pequenas e delicadas
  • Cymbidium aloifolium: As plantas dessa espécie podem ser do tipo epífita (que se desenvolvem em árvores) ou litófitas (que se desenvolvem em rochas). A espécie apresenta folhas grossas e com flores de pétalas em tons de verde e roxo e trazem labelo que mistura roxo e branco. A espécie costuma ser bastante atingida por caracóis e cochonilhas,por isso é preciso ter atenção redobrada no cultivo da planta.
orquídea cymbidium delicada
As flores pequenas misturam diversas cores

orquídra do tipo cymbidium aloifolium

  • Cymbidium dayanum: Uma das características dessa espécie é o fato de florescimento com facilidade, no entanto, a planta não se adapta bem a temperaturas muito baixas, e deve ser protegida dos períodos mais frios. A espécie é nativa da Ásia e tem como característica o porte médio.
orquídea cybidium dayanum
A espécie não se adapta a climas frios

orquídea de flores pequenas

Dendrobium

Entre os tipos de orquídeas bastante populares no Brasil, está o gênero Dendrobium, que são plantas epífitas, ou seja, que se desenvolvem bem em galhos e troncos de árvores.

orquídeas Dendrobium
O gênero Dendrobium é bastante cultivado no Brasil

Esse gênero se desenvolve bem em temperaturas que variam entre amenas e quentes, mas o clima frio pode prejudicar o desenvolvimento da planta.

A floração pode trazer flores de diferentes cores e que aparecem no período entre primavera e verão. Para o cultivo é necessário ter regas frequentes para garantir bastante umidade, mas sem encharcar o solo.

Esse gênero bastante popular tem mais de 1500 espécies e algumas das mais conhecidas são:

  • Dendrobium nobile: A espécie é conhecida popularmente como “olho de boneca”, uma vez que o centro do seu labelo tem tom mais escuro e lembra um olho. A espécie é uma das mais populares no Brasil e traz flores de até 6 cm de diâmetro que duram aproximadamente 20 dias, e florescem apenas uma vez ao ano.
orquídea olho de boneca
A espécie tem nome popular de “olho de boneca”
orquídea olho de boneca branca
A flor branca tem centro em tom de roxo escuro
  • Dendrobium kingianum: Essa espécie nativa da Austrália é característica por ter pequeno porte e flores bem pequenas, que medem até 2,5 cm de diâmetro. A floração costuma acontecer durante o inverno e traz um perfume adocicado e leve. As flores podem aparecer em tons de rosa branco e azul, e duram até 25 dias.
orquídea dendrobium rosa
A espécie traz flores pequenas

orquídea dendrobium kingianum

  • Dendrobium chrysotoxum: A espécie se adapta bem a climas quentes e tem floração amarela, que acontece no final do inverno com pequenas flores de até 5 cm de diâmetro.
orquídea dendrobium amarela
A floração amarela caracteriza a espécie

orquídea dendrobium chrysotoxum

  • Dendrobium victoria-reginae: Uma variação entre os tipos de orquídeas é essa espécie que traz floração com orquídeas azul, podendo variar em nuances de lilás ou púrpura. A floração acontece mais de uma vez por ano e o cultivo deve ser feito em local de sombra.
orquídea dendrobium azulada
As flores têm nuance puxando para o azul

orquídea dendrobium victoria reginae

Vanda

Entre os variados tipos de orquídeas, uma das opções que encanta pelo visual diferenciado é orquídea Vanda (Wanda), um gênero que traz grande parte de plantas epífitas e que podem ser consideradas como orquídeas aéreas, uma vez que crescem com as raízes suspensas e fora de vasos.

Essa planta com o crescimento vertical e raízes suspensas pode atingir até 2 m de altura e gosta de clima quente, úmido e com boa luminosidade.

Para manter a umidade que o gênero tanto gosta, é ideal usar um borrifador para molhar as raízes suspensas e expostas da planta.

As flores desse gênero podem ser em tons variados como branco, amarelo, vermelho, rosa, vinho, laranja e até mesmo em nuances azuladas, que pertence à espécie Vanda coerulea.

Para apreciar a primeira floração do gênero Vanda, é preciso aguardar de 5 a 6 anos, e após esse tempo a planta pode trazer até 4 florações por ano, sendo que as flores duram de 30 a 60 dias.

orquídea vanda rosa
As raízes suspensas caracterizam o gênero Vanda
orquídea vanda amarela
As flores maiores marcam bem o estilo desse gênero
orquídea vanda coerulea
A espécie Vanda coerulea traz tons azulado nas flores
orquídea vanda roxa
A planta pode ser cultivada suspensa
orquídea com raízes suspensas
A planta gosta de ambiente úmido

Arundina

O gênero Arundina também costuma ser chamado de orquídea bambu, e recebe esse nome pois traz caules longos e folhas finas, atingindo até 2,5 m de altura, lembrando bambu.

A orquídea bambu adapta-se muito bem no plantio direto em terra, e ao contrário de muitos outros gêneros, a Arundina é adepta de sol pleno.

Para o cultivo desse gênero de orquídea, o ideal é manter a planta em sol pleno, em local de clima quente e como a terra molhada com regularidade mantendo a umidade que a planta gosta, mas sem encharcar o solo.

As flores da orquídea bambu podem ser coloridas e perfumadas com tamanhos de até 9 cm. Apesar da pouca duração, de até 3 dias para cada flor, um fato positivo é que as flores da orquídea bambu podem nascer ao longo de todo o ano na ponta dos galhos.

orquídea bambu com flores
As flores aparecem nas pontas dos galhos

orquídea bambu com flor

orquídea arundina
O gênero pode ser cultivado diretamente no solo
orquídea para cultivo na terra
O caule longo com folhas finas lembra bambu

Oncidium

As orquídeas do gênero Oncidium são conhecidas popularmente como chuva de ouro e bastante cultivadas no Brasil.

Esse gênero deve ser cultivado a meia sombra e em local com boa iluminação, mas sem sol direto, uma vez que as orquídeas Oncidium não resistem ao sol.

Para o cultivo dessas flores, é ideal que a planta seja mantida em local de clima mais quente, com temperaturas que variam entre 13° a 29 °C.

A umidade é outro fator bastante importante para o cultivo do gênero chuva de ouro, uma vez que a planta gosta bastante de locais em que há umidade.

Entre as características da planta, o gênero traz flores pequenas e com tamanhos que variam de 1,4 a 2,2 cm, e mostra uma delicadeza de cachos com pequenas flores em hastes que podem chegar de 30 a 90 cm de altura.

A floração delicada pode durar até 30 dias e uma das grandes vantagens do cultivo desse gênero é o fato de que a planta pode florir ao longo de todo o ano.

orquídea amarela chuva de ouro
A chuva de ouro amarela é uma das mais conhecidas entre as espécies do gênero Oncidium
orquídea oncidium branca
A floração branca é delicada!
orquídea do gênero oncidium
O cacho de pequenas flores caracteriza o gênero
orquídea pequena chuva de ouro
A flor em tom de marrom é delicada
orquídea oncidium
As flores pequenas e delicadas caracterizam as plantas desse gênero de orquídea

 

Você tem um gênero preferido dessa planta? Conte-nos qual você mais gosta e se você tem algum cuidado especial no cultivo dessa planta com flores ornamentais.

Você também vai gostar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.